Assassin’s Creed Revelations: O que esperar das revelações?

Segundo a Ubisoft, ACR será o fim da trilogia que se iniciou em AC2, concluindo a história de Ezio Auditore da Firenze, fechando pontas soltas na história de Altaïr e da primeira civilização. Nesse título, Ezio fará uma jornada em busca de conhecimento e mistérios ao seguir os passos de seu antecessor Altaïr Ibn-La”Ahad, começando pela cidade de Masyaf, como no primeiro jogo da série. Uma das novidades é que a história ocorrerá em sua maioria na cidade de Constantinopla, 60 anos depois da queda do Império Bizantino. Ezio, a título de curiosidade, está com 50 anos, quebrando todas as regras da expectativa de vida da população na época e de seu próprio estilo de vida. Esse cara é bom!

Ainda sobre Constantinopla, a cidade é vasta e complexa, o que será um grandedesafio para Ezio. Pra se ter uma idéia, a cidade abrange parte na Europa e outra na Ásia e será dividida na história em quatro distritos: Constantin, Beyazid, Imperial e Galata. Outra cidade que está no contexto é a Capadócia, onde se esconde uma fortaleza subterrânea dos Templários.

Sobre as personalidades históricas que fazem o jogo ser o que é, foram inseridos no contexto Manuel Palaeologos, imperador Bizantino que teve ligações com os Templários e Príncipe Suleiman, décimo sultão do Império Otomano (com 17 anos no jogo) que, futuramente, seria conhecido como Solimão, o Magnífico.

Sobre a jogabilidade do game, um novo sistema de treinamento de assassinato será utilizado e, dizem, está muito mais interessante. O conceito das Torres Bórgia foi expandido para Covis de Assassinos. Após uma região ser tomada e instalar aprimoramentos, será possível criar sua própria torre de guarda, mas como tudo na vida, essas torres podem ser atacadas e perdidas. Para evitar que isso aconteça, mesmo esquema de Warcraft e Age of Empires: bote um grupo para defendê-las e aniquile seus atacantes. A “Visão de águia”se transformou no “sentido de águia” e, com ele, será possível prever o padrão de patrulha de oponentes e correr adiante para criar qualquer tipo de empecilho.

Ezio terá uma nova ferramenta: um gancho com cabo. Isso pode ser instalado de região a região, o que facilita a movimentação pela cidade. Claro que você poderá usar esse gancho como arma de ataque, no melhor estilo “Get Over Here” do Scorpion. Outra coisa são os 300 tipos de bombas diferentes que terão aplicações específicas, o que “facilita” o serviço de Ezio.

O modo multiplayer está mais focado em narrativa e integrará melhor a franquia. Para se ter uma idéia da amplitude do modo, será possível também personalizarpersonagens, armamentos e criar guildas de assassinos. Ponto para a Ubisoft.

Nem será preciso falar da qualidade dos gráficos, mas um diferecial foi utilizado: captura de expressões faciais, que possibilita realismo nas emoções e que podem ser chaves para qualquer tomada de decisão do personagem.

Para lançar o jogo, A Ubisoft relançou aqui no Brasil os três primeiros jogos com preços reduzidos. Essa medida, além de lutar pelo preço justo deste tipo de artigo no Brasil, visa aumentar a quantidade de fãs da Franquia e preparar o mecado para o lançamento de ACR em novembro.

Fonte: Metrojogos
Anúncios

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s