Donos do PlayStation 4 relatam problemas de durabilidade do Dual Shock

medium_217198_3867881133

Como todos que já puderam testemunhar o lançamento de uma nova geração de consoles sabem, por mais que as fabricantes testem seus aparelhos antes de lança-los, é somente quando eles chegam ao público que é possível determinar seu verdadeiro grau de durabilidade. E, ao menos se depender de relatos de alguns usuários do fórum NeoGAF, o controle Dual Shock 4 peca nesse quesito.

Fotografias publicadas no site mostram que ao menos uma leva do acessório veio com problemas na borracha que reveste seus direcionais analógicos, que se despedaça após pouco tempo de uso. Embora problemas desse tipo não sejam uma raridade na geração atual, a velocidade do desgaste do controle do PlayStation 4 surpreende, visto que o console só chegou às lojas na última sexta-feira (15).

Somado ao já conhecido problema da “Red Line of Death”, essa situação serve como prova do risco que é investir em um console durante sua época de lançamento. Resta esperar por um pronunciamento da Sony ou pelo lançamento da segunda leva de consoles para descobrir se o problema com os controles é algo restrito ao momento ou se é uma situação com a qual os donos do video game simplesmente vão ter que se acostumar.

Anúncios

Charles Martinet no Brasil para lançamento do Wii U

medium_217191_3468448608

Nos dias 22 e 23 de novembro, a Nintendo fará uma Showcase (evento de demonstração) no Brasil, onde revelará o Wii U oficialmente por estas bandas.

O evento que acontecerá em São Paulo terá a presença ilustre de Charles Martinet, o dublador americano que faz a voz de Mario, Luigi, Wario, Waluigi, Baby Mario e Baby Luigi em todos os games da empresa. Além disso, os gamers terão a chance de encontrar com Mario, Luigi e Donkey Kong, além de ver os grandes lançamentos da Nintendo para o final de ano: Super Mario 3D World (Wii U) e The Legend of Zelda: A Link Between Worlds (Nintendo 3DS).

Nintendo Showcase

Quando: 22 e 23 de novembro.

Local: Espaço Imperatriz – Rua Estela, 615 – Vila Mariana, São Paulo.

Super Mario 3D World & Mario Party: Island Tour TV Commercials

medium_mario3dworld

 

Segue abaixo os comerciais das redes de TV americanas, do Mario 3D World, e também Mario Party: Island Tour.

Comerciais, com criatividade e que nos deixa mais ainda na vontade de jogar.

 

Novo Comercial de Forza Motorsport 5

O jogo promete um novo tipo de inteligência artificial, que irá aprender as características da direção do jogador e as replicará em partidas online. Na prática, isso significa que não será preciso mais jogar contra a “máquina”, pois os adversários sempre serão avatares de jogadores reais, formados a partir dos dados recolhidos pela nova tecnologia da Turn 10.

Forza Motorsport 5 tem a promessa de gráficos realistas, integração com o Kinect, serviços na nuvem, rodará em 60 quadros por segundo e estará disponível no lançamento do Xbox One – no Brasil, 22 de novembro.

CONHEÇA AS 10 MULHERES MAIS PODEROSAS DA INDÚSTRIA DOS GAMES

medium_208552_3008965790          Kiki Wolfkill, produtora executiva de Halo

A Fortune Magazine, revista de negócios norte-americana, lançou uma lista com as 10 mulheres mais poderosas no mundo dos games de 2013 – incluindo produtoras, diretoras e CEOs tanto de companhias independentes quanto de grandes empresas. Saiba um pouco mais sobre elas:

10. Hope Cochran – Diretora Financeira da King

No cargo de Diretora Financeira apenas há dois meses, Hope Cochran ajudou a produtora e desenvolvedora de jogos casuais King a chegar onde está. Conhecida por criar e testar games que vão para o Facebook depois – como “Candy Crush Saga” e “Bubble Witch” -, a King está em rápido crescimento no mercado mobile e possui mais de 1 bilhão de jogadores conectados por dia entre 150 games exclusivos. Entre os planos da diretora para a empresa está a transformação da mesma em um escritório de propriedades intelectuais.

9. Stephanie Barish  CEO da IndieCade

Stephanie Barish e a IndieCade tem um único objetivo: mostrar as brilhantes mentes da indústria independente de jogos para o mundo. A empresa foi fundada em 2005 e, desde então, já ajudou na publicação de diversos títulos indies através de parcerias com enormes eventos na América do Norte – como o Penny Arcade Expo (PAX) e a Game Developers Conference -, além de ter seu próprio evento que ocorre duas vezes ao ano.

medium_208553_1665267279       Hope Cochran (esq.), Stephanie Barish (meio) e Holly Liu (dir.)

8. Holly Liu – Co-fundadora e gerente de equipe da Kabam

Mais uma representante do mercado mobile, Holly Liu foi uma das fundadoras da Kabam, produtora e desenvolvedora de jogos online (tanto para mobile quanto para navegadores). Entre os sucessos da empresa estão produtos licenciados, como “Fast & Furious 6: The Game”, e franquias originais, como “Kingdoms of Camelot” e seu lucro de US$ 200 milhões. Tendo começado sua carreira em games como designer, Liu cresceu e fez a Kabam crescer junto ao aumentar o número de funcionários da empresa em 500% no período de três anos (!).

7. Emily Greer – Co-fundadora e CEO da Kongregate

Se você já procurou sites para jogar em navegador, com certeza já passou pelo Kongregate, um dos maiores do gênero na web. Fundado por Emily Greer e seu irmão, Jim, o site de games casuais foi comprado pela GameStop em 2010 e teve um aumento enorme em seu número de jogadores e títulos. Depois de expandir seus negócios para o mundo mobile, a Kongregate investiu US$ 10 milhões para investir em novos desenvolvedores de jogos.

6. Jessica Tams – Diretora da Casual Games Association (CGA)
Se tem algo que é certo na indústria de games, esse algo é o fato de que os jogos casuais estão em constante crescimento. Vendo isso, a Casual Games Association (Associação de Jogos Casuais, literalmente) e sua diretora, Jessica Tams, decidiram ajudar o mercado realizando conferências pelo mundo, publicando uma revista e fazendo pesquisas de números para mais de 20 mil profissionais da indústria. Tams, que já foi a vice-presidente de planejamento de produtos da FUN Technologies, entrou na indústria de jogos como engenheira de software no desenvolvimento de jogos como “Dungeon Siege” e “Gabriel Knight III”.

medium_208554_1739134286        Emily Greer (esq.), Jessica Tams (meio) e Kate Edwards (dir.)

5. Kate Edwards – Diretora Executiva da International Game Developers Association (IGDA)
A International Game Developers Association (Associação Internacional de Desenvolvedores de Jogos, literalmente) é uma das mais importantes empresas do mundo a unir desenvolvedores de diversas regiões do mundo através de localizações e atividades globais e nacionais. Atualmente, a empresa é dirigida por Kate Edwards. que passou 16 anos na indústria de desenvolvimento de jogos como estrategista geopolítica da Microsoft. Entre seus grandes feitos no mercado global de games está utilizar oportunidades e riscos geopolíticos para franquias como “Halo”, “Age of Empires”, “Fable” e “Dance Central”.

4. Kiki Wolfkill – Produtora Executiva de Halo (343 Industries)
A simpática Kiki Wolfkill (imagem no início da matéria) é uma das produtoras executivas do 343 Industries, estúdio da Microsoft responsável pela franquia “Halo”. Além de ajudar no desenvolvimento de “Halo 4” e do futuro título da série, Wolfkill é responsável pela franquia em outras mídias como graphic novels, web series e, sim, pelo live-action que será produzido por Steven Spielberg. No ano passado, a produtora veio para a Brasil Game Show e conversou um pouco sobre sua carreira e suas responsabilidades como produtora executiva, relembre.

3. Amy Hennig – Diretora Criativa da Naughty Dog
Curtiu “The Last of Us”? Então agradeça à Amy Hennig, diretora criativa da Naughty Dog e responsável por garantir que os jogos da empresa passem a sensação de entretenimento interativo desejada por seus fundadores. Uma das maiores razões pelos títulos da Naughty Dog serem exclusivos do PlayStation, Anne Hennig trabalhou na Crystal Dynamics – em títulos como “Soul Reaver” e “Legacy of Kain” – antes de ingressar na posição que ocupa desde 2003.

2. Lucy Bradshaw – Vice Presidente Sênior da Maxis (Electronic Arts)
Nomeada recentemente para o cargo de vice presidente sênior da Maxis, Lucy Bradshaw é respondável por fiscalizar tudo relacionado a “The Sims” e “SimCity” na Electronic Arts. Funcionária da empresa desde 1997, Bradshaw trabalhou com o fundador da Maxis, Will Wright, para atrair mais mulheres ao mundo dos jogos – e conseguiu, já que mais da metade de jogadores de “The Sims” são mulheres. Antes da Maxis, Bradshaw trabalhou na LucasArt (inveja!) em produção de títulos como “The Dig”, “The Secret of Monkey Island 2” e “Rebel Assault”.

medium_208555_4286621400         Amy Hennig (esq.), Lucy Bradshaw (meio) e Jade Raymond (dir.)

1. Jade Raymond – Diretora da Ubisoft Toronto
Jade Raymond não é apenas um rostinho bonito, mas também a poderosa do estúdio Ubisoft Toronto. Criado em 2010, o estúdio está crescendo absurdamente e tem previsão de empregar 800 funcionários até 2020. No momento, Raymond é responsável por cuidar das novas propriedades intelectuais da Ubisoft por lá, e já está trabalhando em cinco novos títulos. Além disso, Raymond também é produtora executiva da série “Tom Clancy`s Splinter Cell” e fiscaliza qualquer lançamento relacionado a ela – como jogos, livros e filmes. Com foco em grandes franquias, Raymond iniciou sua carreira na indústria de games como programadora e fez seu nome como co-criadora e produtora executiva do primeiro “Assassin’s Creed” (sim, agradeça a moça!).

Apesar de 46% do mercado de jogadores ser feito de mulheres, menos de 15% dos cargos da indústria de games são ocupados por mulheres. Para Wanda Meloni, fundadora da empresa de pesquisas M2 Research, o problema de poucas mulheres no mercado pode ser resolvido em campanhas para mostrar como uma carreira na área de jogos é uma opção positiva e trabalhar contra o preconceito.

” nós da ponto do game agradecemos a todas estas mulheres que proporcionam a nossos jogadores sempre o melhor possível, e que preconceitos não devem existir de nenhuma forma possível, o nosso grande e verdadeiro agradecimento a estas mulheres. Obrigado”.

Nintendo desativa função SpotPass do Swapnote

medium_208556_32428619

 

Em comunicado oficial, a Nintendo anunciou que desativou o compartilhamento de mensagens via SpotPass no Swapnote do 3DS.

O motivo foi o compartilhamento de material ofensivo. A empresa afirma que quer proporcionar a melhor experiência para todos usuários e que muitos menores usam o software. É dito que alternativas têm sido estudadas, mas determinou que essa foi a melhor opção, uma vez que o SpotPass permite compartilhamento de fotos e “era frequentemente usado de forma imprópria”.

Tal medida já está ativa. A empresa diz que vai trabalhar para que mais pais estejam atentos às funcionalidades que permitem o controle do que os filhos acessam. Nada foi dito sobre um possível retorno do serviço ao seu estado original.